Coimbra, a cidade do estudo e da investigação do Direito em Portuga


Estivemos na primeira Universidade portuguesa, uma das mais antigas do mundo. A imponência do edifício é apenas comparável com o Saber da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, uma referência de âmbito global na formação e na produção de conhecimento científico.

Durante a ditadura setembrista de Passos Manuel, o decreto de 5 de dezembro de 1836 fundiu as Faculdades de Leis e de Cânones, criando a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Até então, “a Faculdade de Cânones era a mais concorrida da Universidade.
No entanto, a Revolução Liberal impôs o propósito de desvalorizar o ensino do Direito Canónico e Eclesiástico, em prol da valorização do estudo do Direito Pátrio”. Com efeito, “o Direito português ganha espaço e relevância com esta Reforma, transformando-se no objeto exclusivo dos três últimos anos do curso, desdobrando-se em Direito Público, Civil, Comercial e Criminal”, contextualiza o diretor da
Instituição, Rui de Figueiredo Marcos.

Acesse o PDF

Comentar


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *